Cursos presenciais Workshop Fisiofocus TV Blog Contacto

Kinesiotaping, um complemento às técnicas de tratamento de fisioterapia - 11/01/2018

elisa-kinesiotaping-CROP.jpg

O kinesiotaping é uma técnica de bandagem em crescimento e inovadora que baseia os seus princípios na cinesiologia e a capacidade de auto cura do corpo.

Através da estimulação dos receptores cutâneos que é produzida de uma forma ou de outra de acordo com a colocação do material (direção e tensão), obtém-se a estimulação das fibras aferentes que por acesso no corno posterior da medula modificarão a informação transmitida a fibra eferente. Por outro lado, o alongamento do tecido conjuntivo que une a camada superficial da pele e a profunda, implica mudanças nesta última que serão transmitidos à fáscia devido à sua inervação compartilhada produzindo alterações a esta.

Um correto diagnóstico é imprescindível para aplicar de forma específica o curativo adequado, que permita obter resultados em termos de, regularização do tônus muscular, diminuição de edema, melhora de uma drenagem linfática ou a manutenção da correção de uma técnica osteopática através de um curativo de correção articular. Para isso, além do diagnóstico fisioterapêutico habitual, podemos ajudar-nos de um diagnóstico kinesiológico.

O uso deste molho complementa as técnicas de tratamento muito variadas como a drenagem linfática, estabilidade articular, melhora da propriocepção ou desajustes do tônus muscular, mas sua técnica de colocação deve ser muito exata e minuciosa para alcançar os resultados desejados.

 

Elisa Benito Martinez